O AMOR É NUTRIENTE.

_23499_fl_content_changeofheart_platenew933-203734
Google imagens

As relações afetivas, tal como o corpo físico, precisam alimentar-se.

Engana-se quem pensa que somente a alma feminina tem a sensibilidade para compreender e  valorizar isso. A sensibilidade não tem sexo, creio apenas ser mais ou menos acentuada em uma ou outra pessoa ou numa ou noutra relação.

Se não há envolvimento não há profundidade, certo?  E se não há profundidade, a sensibilidade não deve passar assim tão perto.

A fotografia revela-se com nitidez quando numa relação os dois estão na mesma sintonia, quando há interesse e desejo recíprocos, logo se vê. Os pequenos gestos, as falas, os detalhes, os olhares cúmplices e até os silêncios breves… tudo tem um sentido diferente. Quanto mais se está perto mais se quer estar, o amor é mesmo viciante (alguém duvida?).

Mas há quem não esteja envolvido numa relação na mesma medida do outro. Quando há desencontro de sentimentos, aí se vê a apatia, o fardo emocional, o costume robótico do cotidiano cego e surdo, que desconstrói, desconecta.

Por isso eu digo e afirmo, amor é nutriente, é vitamina em capsulas de vida!

As mentes sãs são movidas pelos bons estímulos para continuarem amando (acredito que a mente ame e o coração acompanhe fazendo a “trilha sonora”), e aí vale todos os estímulos, desde uma mensagem de bom dia, rabiscar um desenho fofo no horário de expediente, até fretar uma nave para passear com ele (ou ela) na lua!

Qual é o sentido da vida, senão manter os sentimentos saudáveis, aqueles que nos dão alegria, que nos preenchem e nos motivam?

Para que manter os sentimentos que já não tem serventia se esses ultimamente só vem ocupando espaço?

Creia, não há coisa melhor na vida que um sentimento correspondido. Não há sensação mais incrível do que você sentir que emociona alguém, tanto quanto esse alguém lhe emociona.

O querer deve ser como uma dança, repleta de movimentos e compassos variados, ora lentos, ora mais agitados. Há momentos que os casais podem preferir dançar uma “valsa” noutros arriscar um rock e logo depois um tango e por aí vai… Muitos ritmos podem ser curtidos deliciosamente a dois!

Quem disse que o amor tem que ter só uma face, se justamente o amor é um sentimento inesgotavelmente criativo?

Quem disse que o Amor tem que ser assim do tipo tranquilinho, engomadinho, certinho? Ou  ser passado em cartório com firma reconhecida? O amor tem asas enormes e ágeis para voar alto e sem limites!

O amor só precisa de uma base, a do respeito por si e pelo outro, para que seja ele mesmo o verdadeiro sopro de vida que nutre, cura, encoraja e liberta.

O Amor está servido!

Anúncios

3 comentários em “O AMOR É NUTRIENTE.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s