Pronto, falei!

Flávio Bolsonaro, filho do Presidente da República, há alguns dias, ao  criticar um grupo terrorista largou um “quero que se explodam”, comentário este que, por razões óbvias, se considera inconsequente (aliás, não vejo razão alguma para que o deputado acompanhe o Presidente em suas missões diplomáticas – “pode isso Arnaldo?!”). Pois bem, ainda que tenha se arrependido de ter expressado sua crítica e a tenha deletado de imediato, esta caiu na rede e vem sendo replicada sem parcimônia, acompanhada de merecidas críticas nas redes sociais, e não fosse o assunto melindroso que é, eu diria “bem feito deputado, perdeu a oportunidade de ficar calado”.

Mas agora eu me pergunto, foi só o deputado Flávio Bolsonaro que agiu de forma inconsequente? e os multiplicadores do´malfadado comentário nas redes sociais, de que forma devem ser avaliados? o fazem ingenuamente por mera crítica ou será que se chegou ao extremo de desejarem que aconteça algo ruim, apenas para terem o prazer de imputar a culpa ao governo atual?

Já não bastam os problemas internos deste país que precisam de solução pra ontem?  desemprego, sistema de saúde vergonhoso, segurança publica problemática, dívida externa rolando, previdência quebrada e outros tantos frutos ruins da famigerada corrupção, agora queremos criar mais um problema, mais uma insegurança?

A guerra das urnas prolongou-se no tempo, e as armas usadas são de alto poder ofensivo (agressões, vaidades, fake news, quedas de braço entre poderes…um arsenal e tanto!) Mas podem apostar que se essa guerra continuar, os únicos vitoriosos serão os que pensam apenas em seus próprios interesses (e vamos combinar, já vimos esse filme).

Os fatos idos estão aí para provar por a+b que muita coisa vinha errada desde o tempo de Cabral, no entanto as balas dos canhões até então desativados, em direção ao governo só passaram a ecoar de 3 meses para cá.

Quem me conhece sabe que minha postura sempre foi reservada quando o tema é política, respeito opiniões e evito polêmicas, mas não pude deixar de fazer minhas avaliações, longe, é claro, de julgá-las verdades absolutas, são apenas minhas avaliações.

Quando fui às urnas não votei com a mesma convicção e entusiasmo dos tempos de outrora, confesso, mas honrei meu compromisso movida pelo desejo de transformar a realidade triste em que o Brasil se encontrava e ainda se encontra, votei com esperança, a mesma que mantenho até aqui. Todos os governos cometem erros e acertos, todos! e tudo que esperamos deste que aí está, se resume em que tenha real compromisso com os anseios sociais, e lisura em suas ações e estratégias.

O tempo dirá se os resultados serão satisfatórios e se não forem já temos a receita de como seguir em frente sem olhar pra trás, dentro das regras procedentes dos princípios constitucionais soberanos.

Precisamos voltar ao diálogo, independente de posições partidárias. Não cabe retroceder ao tempo primitivo das cavernas e do tacape.

É fundamental que estejamos atentos e participativos sim, afinal “gato escaldado tem medo de água fria”, mas isto não significa dar tiros a esmo ou no próprio pé.

Conflitos são saudáveis e até necessários, mas quando resultam em bons níveis de entendimento e evolução de idéias, caso contrário é caos e retrocesso.

Sejamos todos positivamente participativos, justos e éticos, o futuro da Nação agradece.

Pronto, falei!

Anúncios

2 comentários em “Pronto, falei!

  1. O teu comentário ja explica tal inconsequência. O que vejo de grave nesta situação é justamente isso, o filho mimado do presidente se posiciona como quer e quando quer. Ocorre, portanto, uma permissividade excessiva, como se a presidência fosse o quintal de casa. É esta fragilidade que vejo extremamente perigosa, cada um faz o que quer por ter costas quentes.
    Grave fato, a seriedade que deve ter o cargo publico de um deputado não pode estar sendo vulgarizada em palavras ou atos impensados, tem que se pensar no que se vai falar e principalmente na postura da posição que se ocupa como parlamentar e filho do presidente.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s